Normcore ou A Moda Anônima

Normcore = Normal + Hardcore Fiquei sabendo desse termo durante uma palestra que houve na faculdade, logo no início desse ano. Nesse even...

Normcore = Normal + Hardcore

Fiquei sabendo desse termo durante uma palestra que houve na faculdade, logo no início desse ano.
Nesse evento, patrocinado numa  parceria entre SEBRAE, SENAI E A FACULDADE BOA VIAGEM,  ganhamos uma revista de tendências de moda, cujo nome é INOVA MODA, Inverno 2016, e que tem por tema a palavra CAMINHOS.
Num desses "caminhos", nos foi exposto essa nova moda, chamada  NORMCORE,  totalmente desconhecida para mim, mas que pelo visto, de "nova", não tem muita coisa, já que, desde que o mundo é mundo, as pessoas sempre procuram de um jeito ou de outro, se diferenciar umas das outras, através da vestimenta. Isso é normal. A palavra NORMCORE significa : Normal+incondicional.

                                 
Não é à toa que a cada momento surge uma "graaaande novidade" nesse segmento, para desespero das "vítimas da moda".  Nome aliás, bem, apropriado.
Segundo a revista, a grande onda do momento é "ser normal". É uma espécie de "anti-moda", onde o individuo desperta para uma forma de consumo mais "evoluída" e consciente.
Os adeptos dessa moda não quer ser ousado ou diferente. Ele quer ser "comum" e "normal". Suas roupas e seus sapatos não podem ter etiquetas, marcas, nenhum tipo de recortes adicionais, números ou letras que indiquem os tamanhos. As roupas são básicas e unissex.


As palavras - chave são AMBIGUIDADE, NEUTRALIDADE E GAMA DE POSSIBILIDADES.
Só por isso a indústria da moda tem direcionado seus produtos e serviços, visando atender esse novo público.
 Para tanto, muitas lojas têm colocado em suas vitrines o menor número de elementos possível. Tudo com tendências monocromáticas. Os manequins que expõem as roupas  têm rostos disformes, caracterizando assim uma espécie de anonimato.

A Professora  do Curso de Moda da FADIRE e especialista em Gestão da Comunicação em Marketing, Isabelle Marny, falou que esse novo público consumidor se recusa até mesmo a informar a qual gênero pertence, preferindo se identificar como NINGUÉM.

Agora é minha opinião: O curioso é que mal sabem esses ANÔNIMOS", que agindo dessa forma, ao  não querer ser ALGUÉM, ou não querer seguir uma tendência, lança uma nova moda. Nem que seja a moda da exclusão ou anti-moda. Sem querer, "querendo", dessa forma, contrariando suas intenções, chama a atenção para si.
É como se quisesse dizer: "Sou diferente de vocês. Sou "normal". Sou "consciente". Sou "comum".
 Quer passar despercebido e "rouba a cena", perdido no meio dos "ousados".

Bem, as fotos eu tirei da própria revista Inova Moda e por hoje é só, meninas.
Um abraço para vocês e até breve!

Você vai amar ler esses também:

0 comentários

Gostou? Compartilhe !!!

Pesquisar este blog