O Barroco e o Estado de Luís XIV

O nome barroco  significa "pérola irregular" e foi nessa época que o rei Luís XIV proferiu aquela famosa frase " o estado sou...

O nome barroco significa "pérola irregular" e foi nessa época que o rei Luís XIV proferiu aquela famosa frase " o estado sou eu" e, também era chamado de rei sol , e por aí já dá para se notar a centralização de seu poder e o tanto de influência que ele exercia diante de seus súditos, na França.



O que o rei fazia, falava  ou vestia, rapidamente virava moda. Os seus sapatos, com saltos altos e solados vermelhos, cheios de rendas, brocados, fitas e fivelas eram usados por homens e mulheres. Aliás, até hoje referência para a moda. 



Ao mandar confeccionar sapatos com saltos altos, o rei intencionava parecer mais alto, além do que, o salto facilitava na hora da montaria, fixando bem os pés nos arreios da sela. 


Por sinal, o rei amava cavalgar e foi num desses passeios a cavalo, junto ao qual se encontrava a duquesa Marie-Angelique de Fontanges, que surgiu um fato inesperado: O vento batia forte e a duquesa se viu com os cabelos todo despenteados e despretensiosamente puxou os cabelos para o alto da cabeça e os prendeu  com grampos. O rei achou o máximo!  E não é que isso também virou moda?!

Mas do que imediatamente, as mulheres abandonaram seus cabelos cacheados e ornados e aderiram ao penteado que logo foi apelidado de penteado Fontanges, em homenagem à duquesa.

Perucas; cabelos; chapéus; perfumes; o desuso da gola feminina, deixando o colo das mulheres aparente; a riqueza dos tecidos de cetim, seda, musselina, veludo, tafetá; as cores vivas como azul, vermelho, branco, preto, dourado, marrom, lilas, turquesa, prata.


Isso, sem falar nos móveis super trabalhados e nas construções suntuosas, que marcaram toda uma época.


Vez por outra, o barroco serve de inspiração para um ou outro estilista e de vez em quando, percebe-se influência barroca em algumas coleções de grifes famosas. Mas, deixa isso para outra ocasião.

Todas essas pistas nos deixam ver que, quando se fala em moda, não há limites para a criatividade e vaidade humana.

Evidentemente que havia a parte dos pobres, que não tinham acesso a nada disso, que lutavam por um simples pedaço de pão. Mas, a quem interessaria isso afinal? Não é assim até hoje? Para esses anônimos, que passam despercebidos na história, só mesmo a graça do Senhor Jesus! Sempre!

Bom, já estudei a moda na Idade Antiga, Idade Média, Renascimento, Barroco. Na próxima aula vamos estudar Rococó. Preciso assistir um monte de filmes de época e estou com medo de misturar essas referências na hora da prova. Vou me esforçar e confiar em Deus.

Obrigada, um abraço e Deus abençoe!






a
zul,. vermelho,
branco
,
o
,
douradaao,
marrom,
lilás, turquesa,
p



Você vai amar ler esses também:

0 comentários

Gostou? Compartilhe !!!

Pesquisar este blog