Design de Moda - O que esperar do curso?

Se você pretende ingressar em curso de Design de Moda, espero que não seja igual a mim que pensei que, simplesmente chegaria lá e mais do q...

Se você pretende ingressar em curso de Design de Moda, espero que não seja igual a mim que pensei que, simplesmente chegaria lá e mais do que imediatamente me lançaria a cortar e costurar uma infinidade dos mais diversos tecidos.

                                                                   imagens: internet
Posso lhe garantir que tecidos, agulhas, linhas e botões é  o que menos a gente vê. Em vez disso, prepare-se para ler pilhas e mais pilhas de livros dos mais variados temas.

Desde de filosofia, meio ambiente e sustentabilidade, história da arte, da moda, do design, comportamento, ergonomia, até gerenciamento de confecções, entre outros.
                                                          Foto pessoal
                                                                  foto pessoal
                                                                  imagem retirada da internet
Depois de tudo isso, é que temos modelagens básicas e moda praia. E, para não dizer que saímos do curso totalmente leigos em matéria de confecção de roupas, é que vamos nos deparar com a oficina de costuras, para aprender a manejar, mais ou menos, as máquinas. Menos mal! 
                                                         Minha coleguinha Liliane
                                                                              eu mesma
                  Coleguinhas de curso: Rômulo, Larissa(na mesa) e Cláudia(ao fundo)                                         
Eu não poderia deixar de falar sobre os programas de computador: Illustrator, Indesign, Photoshop, Autocad. (Não gosto nem de pensar!) Mas não podemos deixar por menos, conhecimentos nessa área, é mais do que bem vindo!

                                                           Image.: Internet
Porque o objetivo, segundo os professores e supervisores do curso é formar DESIGNERS DE MODA , assim mesmo com todas as letras maiúsculas e destacadas. E isso, porque existe muito preconceito em torno da profissão, que envolve confecção de roupas, que lembra costuras e consequentemente "costureiras".  
                                                           eu mesma
Infelizmente e mais do que injustamente poucas costureiras alcançam reconhecimento e conseguem sobreviver de forma digna. Isso se deve, em parte, ao ranço da escravidão, que tanto degradou o ser humano desde que o mundo é mundo.  Isso sem falar nos escravos modernos, que vez por outra,  ronda os noticiários e enchem as oficinas de costuras clandestinas. Mas esse é assunto para um outro post.

Depois de todo o estudo, de assistir palestras, visitar museus, viajar para congressos, escrever artigos científicos, etc e tal,  junta-se a isso, imaginação, sensibilidade e muuuuito trabalho! 

Você vai criar e vender roupas, acessórios, estampas, levando em conta  estilo e  tendência. Parece tão pouco, não é? Pense!

P.S. Como sempre, algumas imagens são retiradas da internet. 



Você vai amar ler esses também:

0 comentários

Gostou? Compartilhe !!!

Pesquisar este blog