Retomando o Blog e a Vida

 Quando comecei o blog, a intenção foi descrever o dia a dia de uma mulher de meia idade que , de repente, não mais que, de repente, reso...


 Quando comecei o blog, a intenção foi descrever o dia a dia de uma mulher de meia idade que , de repente, não mais que, de repente, resolveu voltar aos estudos após 30 anos longe dos bancos escolares e todas as dificuldades que isso implicaria, levando-se em conta as limitações próprias da idade.

Consegui uma bolsa para estudar Design de Moda e, sem muitos rodeios, enfrentei. Pensei que seria "moleza". Ledo engano! Estudar moda implica muitos e muitos dias e noites de intensos estudos de História e pesquisas de todas as personalidades que contribuíram e influenciaram o mundo da moda, da alta costura e da chamada "modinha" também. Por que não?!!

 Isso sem falar que, eu...
 [(Meu Jesus!), não vou reclamar não! Já disse que não ia mais reclamar (mas, não sei não! É um defeito que tenho) Preciso parar com isso. Mas, enquanto isso não acontece, continuo reclamando! Um dia, quem sabe, não sossego!!]
Eu e minha coleguinha Cláudia criamos esse vestido, inspirado num famoso quadro de Salvador Dali. Trabalho do 2º período. Na próxima quarta-feira, já vamos para o 4º.

A frustração veio quando comecei a me perguntar se realmente o blog estava atingido o objetivo a que foi destinado inicialmente. Estava claro que todas as situações desgastantes que eu estava enfrentando estava refletindo diretamente no blog e fiquei preocupada com o impacto negativo que isso poderia causar nas minhas leitoras. Longe de mim que tal acontecesse! 

Às vezes quero me conformar, outras vezes não. O fato é que preciso dar conta de tantas coisas ao mesmo tempo e me sinto sem apoio, sobrecarregada. Não deu outra, a paga para tantas demandas foram trabalhos inacabados, estresse, depressão e meio mundo de frustração.
E eu queria que tudo saísse direitinho e bem feito, o que obviamente, não acontecia.

Precisei parar momentaneamente tudo. 
1- Com as costuras: levei as máquinas para casa de minha mãe e dei uma pausa nas encomendas.

Mas ainda fiquei com a caçulinha aqui, para alguma "emergência".


2- Mudei de endereço: Se antes morava numa casa grande, com tudo tumultuadamente fora do lugar, me mudei para um apartamento bem pequeno, onde posso me deslocar mais facilmente e pelo menos tentar administrar melhor a situação.

3- Não vou me impor uma meta, porque seria inútil. Nunca atingiria, dado meu grau de desorganização, mas pretendo, se Deus quiser, daqui para o final do ano, colocar um pouco minha vida em dia.

4- Pretendo me dedicar só aos estudos. É final de curso, pessoal! Esse semestre será muito "puxado". Não posso me descuidar.  Preciso me conscientizar de que não sou capaz de dar conta de tantas atividades. Já dou graças a Deus que estou melhor da "chicungunha", mas estou menos ágil.

5- Enquanto isso, vou fazendo meu crochezinho. Se não posso costurar, "crocheto". 


Quando nos vemos em apuros, o blog é o primeiro a sofrer, porque também demanda muito de nosso tempo, de criatividade e uma série de outras coisitas mais, que só quem é blogueiro entende.


E também, meninas, vou dizer, nem sei se posso me auto denominar "blogueira". Ainda tenho tanto que aprender. Preciso aprender a tratar as imagens, antes de postar. Etc e tal. É tanta coisa! Senhor!

Depois, o tempo passa numa rapidez tão incrível, que quando nos damos conta já tem passado um tempão!!! Comecei a me questionar o porquê do blog. O porquê da vida, afinal.
Mas tudo volta a fazer sentido, quando sem mais nem menos, lindas flores começam a brotar de uma pequena rachadura no meu muro. Sem que eu plantasse nem regasse. É DEUS dizendo: Te amo filha!

E mesmo assim, como sou ingrata!

A gente pensa que só quem é adolescente passa por fases e por problemas de questionamentos e que depois de uma certa idade, as ideias se aprumam e a pessoa passa a viver na mais perfeita e plena estabilidade emocional e espiritual, mas comigo não funciona assim. Estou sempre pensando. Me questionando. Me criticando. A mim. Aos outros. Não sei o quanto isso tem de bom ou ruim. Ou se tem algo de bom.

Pretendo retomar o blog, aos poucos!
Obrigada pelo carinho de sua leitura. DEUS abençoe em todos os momentos. Sempre e cada vez mais. Um abraço!







Você vai amar ler esses também:

0 comentários

Gostou? Compartilhe !!!

Pesquisar este blog