O Desafio de Conciliar Trabalho em Casa com Tarefas Domésticas

Analisando friamente o título deste post, até parece que as tarefas domésticas, por si só, já não constituem um trabalho e tanto!...


Analisando friamente o título deste post, até parece que as tarefas domésticas, por si só, já não constituem um trabalho e tanto! Mas o problemas é que, desde pequenas, nós mulheres, somos acostumadas a aceitar a ideia de que, ao contrário dos homens, somos capazes de executar várias tarefas ao mesmo tempo. E não sei de onde tiraram essa ideia! 

                                            
E com isso, precisamos nos dividir em mil. Ser como aquela palha de aço que tem mil e uma utilidades.

E contra isso, não há nada que possa ser feito, além de nos adaptar e  nos programar, organizando o tempo e procurando tornar nossas tarefas domésticas o menos entediante e desgastante possível, usando produtos, eletrodomésticos e  utensílios que facilitem o nosso dia a dia.

Mas nem sempre isso é possível, quando não se tem recursos para tanto, o jeito é apelar mesmo para a consciência do marido e filhos e pedir aquela ajudinha "básica".


Muitas mulheres empreendedoras têm encontrado uma solução para diminuir o estresse de ter que trabalhar fora de casa, e tem desenvolvido trabalhos no conforto de seu lar nos mais diversos segmentos da economia.
Uma dessas empreendedoras é  nossa querida Ellen do Valor em Casa que tem nos dado dicas excelentes e para lá de eficazes se postas em prática.


Mas, mesmo com todo apoio possível, quando se tem crianças pequenas em casa, os trabalhos se intensificam, pois as atenções  precisam ser redobradas e é preciso ter muita disciplina e autocontrole para dar conta do recado!


E se engana, quem pensa que a situação "melhora um pouco" quando ficam adolescentes ou mesmo quando chegam à fase adulta. 

Quem é mãe sabe que nós nunca nos desvencilhamos de nossos filhos por completo. Eu mesma ainda hoje, mesmo que involuntariamente, causo preocupação em minha mãe! E olha que já estou com 52 anos! Mas parece que não temos como evitar! Quando telefono para saber dela, ela se assusta, por isso preciso esperar que ela telefone para mim!



E ainda tem a questão de nos mantermos sempre "belas" e "magras", obedecendo a um padrão imposto pela sociedade, na maioria das vezes inacessível. Realmente nossa vida não é nada fácil!

Trabalhar em casa é muito mais cômodo sim, porém, ( sempre há um porém) se a mulher não tiver cuidado, poderá correr o risco relaxar e perder aquele "glamourzinho" de se arrumar toda as manhãs para ir trabalhar.  Corre o risco de as pessoas não valorizarem seu trabalho.
 Já que ela está em casa, para todos os efeitos "não está fazendo nada" Isso é uma lástima! Ninguém merece! 



E você? Acha desafiador conciliar as tarefas domésticas com um trabalho fora de casa? E quanto à educação dos filhos? E quanto às imposições feitas pela sociedade? É demais, não?!
Mas esfrie a cabeça, tenha fé em Deus e... bola para frente!


Obrigada pela carinho de sua leitura! Um abraço! Volte sempre!

Obs.: Algumas imagens retiradas do Google! Não encontrei referência! Se alguma imagem for de sua autoria, por favor, me comunique através de e-amil para que eu possa retirar ou colocar os créditos! Obrigada!

Você vai amar ler esses também:

4 comentários

  1. Vânia adorei a sua postagem. Verdade é difícil conciliar casa e trabalho. Eu até agora não sinto isso, mas vejo a minha mãe passar por isso. Uma coisa que minha mãe sempre mim diz é que dona de casa cuida de tudo e dela própria é a última coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua mãe está certa, Hadassa! Mas também, ao mesmo tempo, é um trabalho compensador! Deus vai nos dando graças em tudo, não é? Um abbraço em sua mãe! Deus abençoe, sempre! Bjs!

      Excluir
  2. É mesmo um desafio e tanto Vania. Quando você sai para trabalhar os serviços de casa precisam esperar, porque vc não está presente, mas se vc está ali, não dá pra fazer vista grossa. É desafio para guerreiras!!!

    ResponderExcluir
  3. É mesmo, Meire! Muito corrido,mas bem que além a pena, né?! Um abração!

    ResponderExcluir

Gostou? Compartilhe !!!

Pesquisar este blog