Aquilo que meus olhos não veem

O que meus olhos não veem . O post de hoje faz parte da blogagem coletiva do grupo ProjetoEscrita Criativa. , com o tema: Aquilo que ...

O que meus olhos não veem
.
O post de hoje faz parte da blogagem coletiva do grupo ProjetoEscrita Criativa. , com o tema: Aquilo que meus olhos não veem. Então vamos lá:

 Diz o ditado popular: “O pior cego é aquele que não quer ver “.  Isso deve ser para justificar outro ditado popular que diz: “Aquilo que o olhos não veem, o coração não sente.”
Até concordo com o primeiro ditado, porque, até por uma questão de autopreservação, a gente tenta a todo custo, numa tentativa inútil e vã, “tapar o sol com a peneira”.  Como isso fosse possível!
Tentamos levar a vida, assim como se “nada” estivesse acontecendo, ou como se aquele fosse um mal passageiro. Coisa de momento. Assim o tempo vai passando e, quem sabe,  a vida não se torna tão mais difícil do que já é.




Porém, a tempo passa! E como passa com uma rapidez incrível! Parece que foi ontem: Cadê aquela menina que estava aqui? Não precisava de óculos. Não se cansava à toa e tinha uma esperança incrível que dias melhores, com certeza, viriam.
Alguns altos e baixos financeiros ou emocionais não afetariam sua vida por muito tempo, porque o tempo estava a seu favor e seus olhos não viam o tempo passar.


E tudo que sei é que , de repente me vi diante do espelho sem querer reconhecer aquela gorda e velha senhora que se apresenta diante de mim. Não! Isso não pode ser verdade! Deve haver algum engano...  Essa não sou eu... Meus olhos estão de brincadeira!  Deve ser esses óculos que estão turvos... Mas, nada, menina, é a mais pura verdade, essa aí sou eu! É melhor encarar a realidade nua e crua, tal como é, por pior que possa parecer, a ter que se expor ao ridículo de não admitir que o tempo está passando sim, senhora! Nem adianta lutar contra. Uma luta sem trégua e desigual. Nós já sabemos quem sairá ganhando, não é?
Mas deixemos isso um pouco de lado, porque eu preciso falar sobre “Aquilo que meus olhos olhos não veem.
Bem, meus olhos não veem, e, contrariando o ditado popular que  mencionei lá em cima, meu coração sente, e muito!  Ninguém tem noção da dor o do sofrimento pelo qual meu coração tem passado, justamente por não poder ver.

Não poder, ver, tocar e abraçar dói muito e não há remédio que amenize essa dor tão lancinante. Até parece que tem uma faca cravada em meu coração...
Meus olhos não veem. Seus olhos não veem. Olhos nenhum na face dessa terra é capaz de ver e contemplar a dor do outro.  Por mais que você explique  o porquê e o grau em que se encontra a sua dor.
Acontece até com a  chaga mais profunda que machuca e dilacera a carne e esteja visível para todos. Sabe-se que dói, mas ninguém vê a dor.
 E muitas vezes, como a vida precisa e insiste em continuar, você também vai tentando não ver.. Disfarça daqui... disfarça dacolá... O tempo levando a vida e a vida levando o tempo.

Mas, cristã que sou, não posso esquecer que o Apóstolo Paulo escreveu  na Primeira Carta aos Coríntios, capítulo 2, versículo 9, sobre o que os meus olhos não veem! E olha que ele já estava citando uma passagem de Isaías, capítulo 64 e versículo 4:
 É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou {Is 64,4}, tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam.


E, nessa fé, vou vivendo, esperando em Deus! Um abraço a todos!

Você vai amar ler esses também:

2 comentários

  1. Vania, adorei o seu texto! Ele está recheado de emoção e sinceridade. Realmente, nós muitas vezes não somos capazes de enxergar a dor que existe nos outros, e só nós sentimos a imensidão de nossas cicatrizes. Mas o que importa é que sempre existem dias em que a felicidade é capaz de sobrepassar a dor <3

    Beijos,
    Ayumi
    http://pandinando.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que você gostou, Ayumi, linda! Um abraço enorme! Bjs. Deus te abençoe!

      Excluir

Gostou? Compartilhe !!!

Pesquisar este blog